Domingo, 24 de Setembro de 2017
34º
22º
Terça-feira, 20 de Outubro de 2015

Histórico


Borrazópolis começou a viver efetivamente sua história a partir de 1947, quando se registra a presença do homem em suas férteis terras roxa. No inicio só existia a natureza. O rio Ivaí ao sul e o rio Bom ao norte corriam cuidadosamente, cortando as matas virgens e os animais completavam a exuberância dessa perigosa região, em obediência a um ciclo natural.

 

A ocupação ao Norte do Paraná teve sua origem em londrina/PR, pela companhia de Terras, no liminar da década de 30, consagrando um modelo que seria copiado por várias outras empresas, dentre elas a colonizadora Rio Bom, subsidiária do Banco do Rio Grande do Sul (extinto Banco Palotense S.A), que abriu Borrazópolis, no Norte Novo de Apucarana.

 

A colonização foi resultado de um projeto idealizado pelo Sr. Francisco José Borraz, um homem de visão extraordinária para o futuro, que viria a falecer sem nunca visitar a cidade que foi batizada “Borrazópolis”, a fim de perpetuar o ilustre nome. O desbravamento se iniciou pelo distrito de Rio Bom, no qual se valeu a colonizadora para penetrar na riquíssima gleba. Desde que o esforço do desbravamento se iniciou a maré civilizadora, partindo de Rio Bom, foi-se estendendo até o coração do município.

 

A divisão de terras e lotes, suas vendas em quatro ou cinco prestações anuais deram á região um exemplo clássico e legitimo de socialização e independência, pelo trabalho, para todos aqueles que ambicionaram o zelo da terra com esforço e dedicação. As famílias Dzis e Bulek, de origem ucraniana, foram umas das primeiras a fixar morada em Borrazópolis, quando então começava a surgir as primeiras casas e estabelecimentos.

 

A colônia japonesa teve participação decisiva no processo de desbravamento da região, onde podemos destacar a presença das famílias Okumoto, Miyago, Kita, entre outras. Nessa época a derrubada das matas estavam dando lugar às plantações de café e milho, favorecidas pela fertilidade da terra roxa de origem vulcânica. Café significava mão-de-obra e dinheiro circulando, e foi assim que Borrazópolis cresceu rapidamente; várias casas comerciais foram abertas, o comercio prosperou e a cidade começou a exigir maiores cuidados por parte dos administradores.

 

O município foi criado em 11 de novembro de 1951 e oficialmente instalado em 14 de dezembro de 1952. Está localizado na micro região oito de planejamento AMUVI. Limita-se com os municípios de Cruzmaltina, Kaloré, Lidianópolis, Lunardeli, Novo Itacolomi, Rio Bom e São João do Ivai. Possui uma área de 33.592,22 ha.

 

A economia do município de Borrazópolis baseia-se no setor primário: agricultura e pecuária. O município conta com algumas indústrias, a maioria de pequeno porte, sendo elas: indústria de beneficiamento, indústria de móveis e de madeiras, indústria de doces e indústria de vestuário. As atividades comerciais são exercidas através de pequenas lojas, bares, mercearias entre outros.